Quarta-feira, 23 de junho de 2021

Política

"Não é no grito do capitão que vai resolver a ciência", diz Otto Alencar

Senador sugeriu que o presidente seguisse frase bíblica que pede para manter a língua segura na boca

"Não é no grito do capitão que vai resolver a ciência", diz Otto Alencar

Foto: Reprodução Radio Metropole

Por: André Uzêda no dia 06 de maio de 2021 às 08:55

Participante ativo da CPI da Covid, o senador Otto Alencar (PSD) usou uma frase bíblica para sugerir que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o Ministro da Economia, Paulo Guedes, parem de falar "bobagens"."Quem sua língua na boca segura, sua alma livre de angústia", disse o senador. 

A sugestão foi feita durante entrevista a Mário Kertész, na Rádio Metropole. No começo da conversa, Otto explicou a ironia que dirigiu ao senador Luiz Carlos Heinze (PP-RS), quando sugeriu ao gaúcho que deveria usar vacina antirrábica para prevenir a covid-19.

"Chega um tempo que você perde a paciência depois de tanto explicar, com argumentos técnicos. A gente fala sobre como não existe tratamento preventivo para o vírus e que a vacina é a únic a forma de salvar vidas. Além do mais, a maneira como o senador se dirigiu de forma grosseira precisava de uma resposta", pontuou.

Otto explicou que a CPI tem buscado uma postura propositiva para ajudar o governo brasileiro a adquirir vacinas contra o coronavírus, mas também tem buscado esclarecer situações como a exposta pelo ex-ministro Luiz Henrique Mandetta.

"Ele [Mandetta] falou que queriam que alterasse a bula da hidroxicloroquina pra dizer que serve pra Covid-19. Isso é muito grave. Na hora do cafezinho, na CPI, o ministro Teich comentou que era um governo que todo mundo fala muito palavrão, era grosseiro. Não é por aí que se resolve estas questões. Não é o grito do capitão que vai resolver a ciência. Não é esse o ambiente".

O político baiano também comentou as recentes declarações do presidente Bolsonaro contra a China, insinuando que o vírus teria sido propositadamente criado para interesses econômicos. 

"Eperde o controle da palavra e fala um monte de bobagem. Está atacando um parceiro comercial que é vital para as commodities brasileiros. Vamos ficar com a soja sem comprador no mercado".

"

"Não é no grito do capitão que vai resolver a ciência", diz Otto Alencar - Metro 1