Quarta-feira, 23 de junho de 2021

A atônita menina rica do BBB

Juliette, a mais nova celebridade brasileira, está engessada pela fama

A atônita menina rica do BBB

Foto: Reprodução Jornal da Metropole

Por: Malu Fontes no dia 27 de maio de 2021 às 10:54

Menos de um mês após sair milionária do confinamento do BBB 21, a paraibana Juliette Freire, 31 anos, vem aparecendo nas redes sociais e nas páginas diversionais do jornalismo associada a ansiedade, nervosismo, insegurança e recusas de convites tidos como irrecusáveis por 10 entre 10 pessoas que sonham com a fama.  Já recusou o convite do bombado Luan Santana para gravar um videoclipe e uma proposta de contrato com a Rede Globo. 

Fenômeno nas redes sociais, com quase 30 milhões de seguidores, rainha absoluta das menções nos últimos meses, Juliette tem se manifestado relativamente pouco no Twitter e no Instagram. À imprensa, tem confessado estar sofrendo com crises de ansiedade, perda de apetite, tremores, falta de horas de sono, medo de multidão e medo de falar. Diz estar buscando contornar isso tudo com a ajuda de uma psicóloga, em duas sessões semanais. Após passar os primeiros dias pós BBB em um hotel providenciado pela Rede Globo, aceitou um convite da cantora Anitta para morar temporariamente em sua casa, no Rio de Janeiro. 

Há algumas semanas, Juliette mudou-se com a mãe, a cabeleireira Fátima Freire, para o sótão da casa de Anitta, enquanto a funkeira cumpre agenda profissional nos Estados Unidos. A condição de hóspede da cantora já divide os fãs, alguns à beira do fanatismo, como se viu durante o BBB e depois. Se há quem ache o máximo esse endereço célebre temporário, uma demonstração de acolhimento, por parte de Anitta, a uma recém-celebridade atordoada com a dimensão da fama numa escala inimaginável, há também quem tenha teses opostas: Anitta a teria levado para sua casa por duas razões ou hipóteses: controlar os tetos dos voos de Juliette, para evitar riscos de ser ofuscada, ou para coparticipar dos ganhos financeiros como gestora da carreira da moça, seja ela qual for.
 
As crises de ansiedade da vencedora do BBB são atribuídas, por ela mesma, à insegurança para lidar com a fama e com a repercussão gerada pelas coisas que diz e faz. Convidada para tudo o quanto é ação por conta do seu alcance e engajamento nas redes, Juliette diz sentir-se insegura para aceitar a maioria das propostas. Quando vê muita gente junta, diz ter medo de que se machuquem. Quando se trata de falar em programas, lives e entrevistas, teme magoar o público com o que diz ou deixa de dizer. A mais nova celebridade brasileira está engessada pela fama. 

QUARTO DO SEXO - Como as redes sociais podem ser tudo, menos indiferentes, a recusa de convites, as crises de ansiedade, a permanência na casa de Anitta e o futuro de Juliette alimentam sucessões de tretas e polêmicas. Sem o conteúdo diário do BBB para ser picotado e publicizado como conteúdo e drops em posts, como manter a namoradinha do Brasil, como passou a ser chamada, no topo do engajamento? Como resposta, analistas de conteúdo têm defendido a tese de que a pessoa real Juliette e o produto que o público criou a partir dos fragmentos editados do BBB são personas extremamente distintas entre si, e ela mesma não estaria dando conta de administrar o abismo entre as duas. 

Maquiadora, advogada, concurseira que tinha como meta tornar-se delegada e considerada, após o programa, como potencialmente promissora como cantora, Juliette está assombrada com a versão dela mesma construída pelo público, à sua revelia. A adesão da audiência a ela no programa se deu, diz-se, por sua simplicidade e autenticidade, por representar a normalidade das pessoas comuns. Agora, entretanto, é exatamente o contrário disso que as caixas registradoras de quem a promove esperam dela: precisam da estrela, do ídolo das massas famintas de conteúdo. A atônita menina rica que dorme com a mãe na mesma cama do quarto do sexo emprestado, no sótão de Anitta, agora decepciona quando teme multidões, treme de ansiedade e volta atrás no sim que deu ao astro do sertanejo para estrelar um clipe. A fatura da fama chegou e não aceita dinheiro para o pagamento.

A atônita menina rica do BBB - Metro 1