Polícia 09 de Jan de 2017 • 19:54

Suspeitos de matar o cabeleireiro Valdir Macário são identificados pela polícia

Suspeitos de matar o cabeleireiro Valdir Macário são identificados pela polícia

Foto: Divulgação

Foram identificados dois suspeitos de matar o cabeleireiro Valdir Macário dentro do salão onde ele trabalhava, no bairro de Brotas, em Salvador. Edgar da Silva Santos, conhecido como Chocolate, é apontado como o mandante do crime e Patric Ribeiro Tupinambá, como um dos executores.

De acordo com a polícia, os dois suspeitos já possuem mandado de prisão expedido pela polícia e terão nomes incluídos no Baralho do Crime - lista de criminosos procurados pela Secretaria de Segurança Pública. 

Para o diretor do departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o delegado José Bezerra Júnior, a morte do cabeleireiro tem relação com o atendado realizado contra o irmão de Valdir, Reginaldo Manoel da Silva, cometido cerca de um mês antes do assassinato do cabeleireiro. "Sabemos que outras duas pessoas também participaram da ação que resultou na morte do cabeleireiro e estamos trabalhando para identificá-las", afirmou. As investigações têm o apoio da 6ª Delegacia Territorial (Brotas).

Uma outra suspeita levantada pela polícia é de que o irmão de Valdir teria se envolvido com a namorada de Edgar, um dos autores do crime. Chocolate, como também é conhecido, também é apontado como líder do tráfico de drogas em Mussurunga, Stella Maris e Ipitanga. Ele tem ao menos sete passagens pela polícia.

O caso

Valdir foi morto no dia 12 de novembro, dentro do salão que era dono, na Avenida Vasco da Gama, em Salvador. 

O profissional atendia um cliente quando foi surpreendido por homens armados que dispararam vários tiros apenas contra Valdir. Dias após o crime, amigos de Valdir chegaram a especular que a morte teria ligação com o atentado contra seu irmão, Reginaldo Manuel da Silva, que foi baleado no dia 15 de outubro, no bairro do Engenho Velho de Brotas. Mas, segundo a família, os crimes não possuem relação. 

publicidade:


Notícias : Polícia

Carregar mais