Política

‘Não vou responder quem fica me caluniando’, diz Rui sobre ataques de Ciro

Segundo o governador, o pedetista que fazer 'o debate menor da política'

[‘Não vou responder quem fica me caluniando’, diz Rui sobre ataques de Ciro]
Foto : Alexandre Galvão

Por Adelia Felix e Alexandre Galvão no dia 12 de Julho de 2019 ⋅ 16:25

O governador da Bahia Rui Costa (PT) minimizou os ataques feitos pelo candidato derrotado à Presidência da República pelo PDT, o ex-governador Ciro Gomes. Em entrevista à Rádio Guaíba, Ciro acusou governadores petistas de atuar “dura e pesadamente” a favor da reforma da Previdência “por trás dos panos”. 

“O Brasil, infelizmente, desde o ano passado, intensificou os acirramentos e ataques na política. Se intensificaram a calúnia e difamação, o ódio e a mentira”, disse o petista durante coletiva, nesta sexta-feira (12), após a inauguração da Policlínica Regional de Saúde, em Paulo Afonso, no Vale São Franciscano da Bahia.

Na mesma declaração, o governador lembrou que foi vítima de fake news, nesta semana, quando circulou a reprodução de uma falsa conversa sobre a reforma da Previdência, entre ele e o deputado federal Nelson Pelegrino (PT), no aplicativo WhatsApp. Ele reforçou que pediu ao secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, a instauração de um inquérito. 

“São pessoas covardes o suficiente para se esconder no WhatsApp. Eu vou seguir trabalhando. Não vou ficar respondendo quem fica me caluniando para fazer o debate menor da política. Peço que Deus me dê paciência e tolerância”.

Notícias relacionadas