Política

Bolsonaro diz ser censurado no WhatsApp e haver 'muita gente mais competente' que ele

Nas eleições do ano passado, bolsonaristas tiveram como uma das principais estratégias de campanha a atuação por meio de aplicativo de mensagens

[ Bolsonaro diz ser censurado no WhatsApp e haver 'muita gente mais competente' que ele]
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Metro1 no dia 12 de Julho de 2019 ⋅ 15:22

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), criticou a limitação no encaminhamento de mensagens pelo aplicativo WhatsApp, nesta sexta-feira (12). "Uma maneira de me cercear foi diminuir o alcance do WhatsApp", disse Bolsonaro nesta manhã em uma live ao lado do apóstolo Valdemiro Santiago, fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus, e do deputado federal Missionário José Olimpio (DEM-SP), ligado à mesma igreja.

"Há censura em cima disso. Temos que lutar contra isso", afirmou o presidente, que também reclamou da diminuição de seu alcance no Facebook.

Nas eleições do ano passado, bolsonaristas tiveram como uma das principais estratégias de campanha a atuação por meio de aplicativo de mensagens e mídias sociais. Em janeiro, o WhatsApp anunciou a limitação do número de destinatários para encaminhar mensagens, permitindo somente cinco por vez.

Na oportunidade, Bolsonaro também afirmou que há pessoas mais preparadas, no entanto ele é quem está no comando da nação. "Sei que tem muita gente mais competente do que eu, mais preparada que eu, sei disso. Mas daqueles 13 candidatos [na última eleição presidencial], você tinha que escolher alguém".

O presidente ainda acrescentou: "Quer você queira ou não, a minha caneta BIC aqui decide o futuro da sua vida", disse aos internautas.

Notícias relacionadas