Editorial

MK defende apuração rigorosa sobre cocaína em avião da FAB; ouça

Em comentário na Rádio Metrópole, na manhã de hoje (27), Mário Kertész ainda abordou outros fatos do noticiário nacional e internacional

[MK defende apuração rigorosa sobre cocaína em avião da FAB; ouça ]
Foto : Tácio Moreira / Metropress

Por Metro1 no dia 27 de Junho de 2019 ⋅ 11:59

Em comentário na Rádio Metrópole, na manhã de hoje (27), Mário Kertész abordou os principais fatos do noticiário nacional e internacional, a exemplo do assassinato do pastor Anderson do Carmo, marido da deputada Flordelis; da reunião da cúpula do G20, na qual o presidente Jair Bolsonaro estará presente; e da revogação da permissão do senador Acir Gurgacz (PDT-RO), que cumpre pena em prisão domiciliar, para fazer uma viagem ao Caribe.

Ao falar sobre o caso do militar da comitiva de Bolsonaro flagrado com 39 kg de cocaína dentro de um avião da Força Aérea Brasileira (FAB), MK disse concordar com o presidente interino, Hamilton Mourão, e defendeu uma apuração rigorosa do caso. "Mais uma vez eu dou razão ao general Mourão, que disse 'isso não é uma mula qualquer'. Onde é que ele arranjou dinheiro, ia ter um milhão e meio de dólares para investir nisso? A quem ele serve? Ele viaja desde o tempo de Dilma, é como um comissário de bordo militar. Dilma, Temer e agora Bolsonaro. A segurança no embarque marcou bobeira. Aliás, vem marcando bobeira há muito tempo, porque não é a primeira vez que isso acontece. (...) Você veja que o caso é tão esquisito que o cidadão sequer disfarçou os 39 kg de cocaína. Ele não botou nem uma roupa por cima, não disfarçou absolutamente nada. Ele simplesmente levou lá os tabletes de cocaína", afirmou.

Ouça o comentário:

Notícias relacionadas