Cultura

Bembé do Mercado pode se tornar Patrimônio Cultural do Brasil

A cerimônia, que acontece em Santo Amaro da Purificação há 130 anos, celebra a abolição da escravatura todo dia 13 de maio

[Bembé do Mercado pode se tornar Patrimônio Cultural do Brasil]
Foto : Divulgação

Por James Martins no dia 10 de Junho de 2019 ⋅ 12:30

O Bembé do Mercado, cerimônia realizada em Santo Amaro da Purificação (BA) há 130 anos, todo dia 13 de maio, para celebrar a abolição da escravatura, pode se tornar em breve Patrimônio Cultural do Brasil. O Dossiê de Registro da festa será apresentado pelo Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural, no próximo 13 de junho, em Brasília.

O pedido do registro foi apresentado em 2014 ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) pela Associação Beneficente e Cultural Ilê Axé Ojú Onirè. O presidente da Associação, José Raimundo Lima Chaves, conhecido como Pai Pote, revela que a titulação como Patrimônio Cultural do Brasil será muito positiva para o Bembé, pois valorizará não só o povo de terreiro, como também a comunidade negra da diáspora africana. “Estou orgulhoso de ver o crescimento dessa celebração já reconhecida tanto pelo município de Santo Amaro quanto pelo Estado da Bahia. Agora esperamos que o reconhecimento seja de todo o Brasil”, disse. 

O Bembé do Mercado serviu de inspiração para, entre outros, o santamarense Caetano Veloso compor a canção "13 de Maio": 

Notícias relacionadas