Cidade

Prefeitura nega envolvimento em ação por suposta fraude em licitação do BRT

De acordo com o executivo municipal, as empreiteiras integravam a lista de pré-qualificação juntamente com outras empresas para a realização das obras, mas a licitação foi feita na modalidade técnica e preço

[Prefeitura nega envolvimento em ação por suposta fraude em licitação do BRT]
Foto : Reprodução

Por Daniel Brito no dia 11 de Junho de 2019 ⋅ 18:08

A Prefeitura de Salvador informou hoje (11) que não está envolvida na ação civil pública movida pelo Ministério Público Federal (MPF) contra as construtoras OAS, Odebrecht e a R&R Consultoria (RRLC Informática), acusadas de irregularidades na licitação das obras da Avenida 29 de Março e do BRT Lapa - Iguatemi.

De acordo com o executivo municipal, as empreiteiras integravam a lista de pré-qualificação juntamente com outras empresas para a realização das obras, mas a licitação foi feita na modalidade técnica e preço.

A licitação foi vencida pelo Consórcio BRT Salvador, integrado pela Camargo Corrêa Infraestrutura, Construções e Consórcio Camargo Corrêa e Geométrica Engenharia de Projetos Ltda. "A OAS participou da licitação, mas apresentou preço superior à proposta vencedora", afirmou, através de nota.

Notícias relacionadas