Saúde por Gabriel Nascimento no dia 05 de Dez de 2017 • 08:10

Pesquisador comenta eficácia do tratamento de traumas com células-tronco: ʹEstabiliza ou regeneraʹ

Pesquisador comenta eficácia do tratamento de traumas com células-tronco: ʹEstabiliza ou regeneraʹ

Foto: Tácio Moreira/Metropress

O chefe do Serviço de Ortopedia do Hospital das Clínicas e professor, Gildásio Daltro, esteve na Rádio Metrópole, na manhã desta terça-feira (5), e detalhou sua pesquisa com células-tronco, em Salvador. De acordo com o especialista, o tratamento de traumas é muito mais eficaz com o método. "Nós utilizamos células-tronco adultas para regeneração da área doente, lesada, e nós conseguimos a regeneração desse tecido em até 90 dias", disse a Mário Kertész.

"Você ter uma opção para estabilizar o problema ou regenerar completamente é um avanço extraordinário. Há um tempo atrás, há 20 anos, não tínhamos muitas oportunidades, nem muitas alternativas. Mas essa pesquisa é pioneira no Brasil. No mundo inteiro já se faz o uso de células-tronco", defendeu.

Ainda segundo Daltro, as células são retiradas do osso da bacia e são injetadas na área lesada. "Essas células-tronco existem em todo o organismo. Ela tem a capacidade de se multiplicar de uma forma muito grande. Nós tiramos do osso da bacia, essas células vão para uma máquina onde são separadas para em seguida, duas horas depois, você ter um concentrado satisfatório e injetar na lesão", concluiu.



publicidade:


Notícias : Saúde