Saúde por Matheus Simoni no dia 04 de Ago de 2017 • 09:35

Presidente do Sindmed pede a saída de ministro da Saúde: "Tem uma postura anti-SUS"

Presidente do Sindmed pede a saída de ministro da Saúde:

Foto: Reprodução/TVIntegração

O presidente do Sindicato dos Médicos na Bahia (Sindimed), Francisco Magalhães, criticou a postura do atual ministro da Saúde, Ricardo Barros, em entrevista ao apresentador José Eduardo no programa Jornal da Bahia No Ar da Rádio Metrópole desta sexta-feira (4). Segundo ele, o chefe da pasta pretende tirar a força do Sistema Único de Saúde, podendo tornar insustentável a situação dos atendimentos médicos do país. "O Ministro da Saúde está tentando reduzir as verbas do Programa Saúde da Família. Se tem uma coisa que conseguimos avançar no país foi a constituição dos programas de Saúde da Família. Muitas vidas foram salvas através desse programa. O ministro agora quer diminuir o número de equipes, o que vai levar a um caos muito grande na Saúde. Já teve o fechamento das farmácias populares, que tinham um preço popular. A gente grita Fora Barros, porque o ministro que está aí tem uma postura Anti-SUS e anti-Saúde", declarou.

Na última quinta-feira (3), diversos médicos protestaram em todo o país pelo movimento intitulado "Fora Barros", que pede a saída do ministro do governo. Magalhães criticou ainda a iniciativa do governo federal de enfraquecer o SUS. Para ele, há mais pontos positivos no programa do que negativos. "Estamos passando por um processo difícil. Há um esforço das instituições, mas temos problemas no SUS. Tem o lado positivo e negativo. O SUS, por assim dizer, é o maior plano de saúde que existe. As coisas positivas o ministro que extinguir. Ele vem do serviço privado e é bancado pelos sistemas de saúde, por isso ele quer acabar com o SUS", denunciou.



publicidade:


Notícias : Saúde