Política 17 de Jul de 2017 • 15:18

Leitura do parecer sobre Temer na Câmara é adiado pela segunda vez por falta de quórum

Leitura do parecer sobre Temer na Câmara é adiado pela segunda vez por falta de quórum

Foto: Agência Brasil

Pela segunda vez consecutiva, a Câmara adiou nesta segunda-feira (17) a leitura no plenário do parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que recomenda a rejeição da denúncia contra o presidente Michel Temer. O motivo do adiamento foi a quantidade de deputados presentes ser insuficiente. Pelo menos 51 deputados deveriam estar na Casa para que a sessão fosse aberta, porém, apenas 13 compareceram. A leitura foi remarcada para agosto, após os deputados voltarem das férias. Os parlamentares vão entrar em recesso nesta terça (17) e só voltam dia 1º de agosto.

O procedimento da leitura é uma das etapas necessárias para que a pauta seja votada no dia 2 de agosto. Conforme o regimento, após a leitura, o parecer é publicado no Diário Oficial da Câmara, e o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ) é notificado para inclusão da denúncia na pauta de votação. A palavra final sobre a denúncia contra Temer é dada pelo plenário, que decidirá se o Supremo Tribunal Federal (STF) analisará ou não, a denúncia da Procuradoria Geral da República.



publicidade:


Notícias : Política