Política por Matheus Simoni no dia 19 de Mai de 2017 • 15:49

Aécio relata plano para barrar Lava Jato com apoio de Alexandre de Moraes

Aécio relata plano para barrar Lava Jato com apoio de Alexandre de Moraes

Foto: Lula Marques/Agência PT

O senador afastado Aécio Neves (PSDB) citou, durante uma conversa com o empresário Joesley Bastista, que havia uma estratégia para impedir o avanço das investigações da Operação Lava Jato contra a classe política, contando com apoio do atual ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes. A declaração foi gravada pelo dono da JBS e consta no inquérito que investiga Aécio, o presidente Michel Temer e o deputado afastado Rocha Loures na Corte.

O material foi divulgado nesta sexta-feira (19). Segundo a delação do empresário, o plano de Aécio Neves consistia em direcionar as distribuições dos inquéritos para delegados pré-selecionados. "O que vai acontecer agora, vai vir inquérito sobre uma porrada de gente, caralho, eles aqui são tão bunda mole que eles não notaram o cara que vai distribuir os inquéritos para os delegados", diz o senador, referindo-se a Alexandre de Moraes, ex-integrante do PSDB e indicado por Temer para o STF.

"Você tem lá, sei lá, dois mil delegados da Polícia Federal, aí tem que escolher dez caras. O do Moreira, o que interessa ele, sei lá, vai pro João. O do Aécio vai pro Zé. O outro filho da puta vai pro, foda-se, vai para o Marculino, nem isso conseguiram terminar. Eu, o Alexandre e o Michel", disse o senador afastado, mencionando nominalmente o ministro do STF Alexandre de Moraes e o presidente Michel Temer.



publicidade:


Notícias : Política