Polícia por Luiza Leão no dia 08 de Set de 2017 • 15:44

Sindicato da Polícia Civil denuncia munição e coletes vencidos há quase três anos

Sindicato da Polícia Civil denuncia munição e coletes vencidos há quase três anos

Foto: Divulgação

Munição e coletes vencidos, armas defeituosas e algemas insuficientes. Essas são algumas das reclamações dos Policiais Civis da Bahia. Em nota enviada ao Metro1, o Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (Sindpoc) afirma que cerca dos agentes nomeados em 2016, quase 600 estão trabalhando sem o colete à prova de balas.

Na imagem abaixo, é possível observar a data de fabricação do colete: dezembro de 2009. Além disso, a instrução informa que a durabilidade do equipamento é de cinco anos. Isso significa que em dezembro deste ano completaria três anos de vencido.

Segundo o vice-presidente do Sindpoc, Eustácio Lopes, há insuficiência de algemas nas delegacias baianas. "As organizações criminosas estão com armas modernas e os policiais com armas ultrapassadas e com defeitos. Não temos algemas suficientes e adequadas nas nossas delegacias . Muitas vezes, os próprios servidores precisam comprar as algemas", relata Lopes.

O Metro1 questionou a assessoria de comunicação da Polícia Civil para obter mais informações sobre a denúncia e aguarda resposta.



publicidade:


Notícias : Polícia