Mundo 16 de Jun de 2017 • 15:00

Americana é condenada por incitar suicídio do namorado

Americana é condenada por incitar suicídio do namorado

Foto: Reprodução / Facebook

A americana Michelle Carter, de 20 anos, foi condenada nesta sexta-feira (16) por homicídio involuntário. Carter era acusada de ter incitado o namorado, Conrad Roy, a cometer suicídio, após a polícia descobrir mensagens em que ela encorajava o namorado a seguir com planos de se matar, de acordo com informações do portal G1. A sentença será divulgada em agosto.

Roy foi encontrado em 13 de julho de 2014, em sua caminhonete, no estacionamento de uma loja de departamento. Ele faleceu após inalar monóxido de carbono.

O juiz Lawrence Moniz, em leitura de seu veredito, ressaltou o fato de Carter ter conversado com Roy ao telefone por cerca de 40 minutos enquanto ele cometia o suicídio. O juiz também alegou que em mensagens do celular, Carter, que na época tinha 17 anos, e Roy, 18, nos dias que antecederam sua morte, conversava em detalhes sobre os planos de Roy de cometer suicídio."Você finalmente vai ser feliz no paraíso. Sem mais dor. Sem mais pensamentos ruins e preocupações. Você será livre", escreveu ela em uma mensagem enviada ao namorado."Você simplesmente tem que fazê-lo", disse ela em pelo menos quatro mensagens.

Segundo a acusação, Carter convenceu e pressionou Roy a se suicidar."Então parece que você não vai fazer; tudo isso para nada. Eu só estou confusa, porque você estava tão pronto e determinado", disse Carter em uma mensagem enviada a Roy horas antes dele cometer suicídio.



publicidade:


Notícias : Mundo