Esportes

Fifa pune a Bolívia por escalação irregular e Argentina paga o pato; entenda

A Fifa anunciou oficialmente nesta terça-feira (1º) que a Bolívia será punida por conta escalação irregular do zagueiro Nelson Cabrera, cuja naturalização não atendeu às exigências da entidade reguladora de futebol. Por isso, o resultados de dois jogos da Bolívia nas Eliminatórias da Sul Americanas para a Copa do Mundo de 2018 foram mudados. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução / Libero.PE

Por Laura Lorenzo no dia 01 de Novembro de 2016 ⋅ 19:18

A Fifa anunciou oficialmente nesta terça-feira (1º) que a Bolívia será punida por conta da escalação irregular do zagueiro Nelson Cabrera, cuja naturalização não atendeu às exigencias da entidade reguladora de futebol. Por isso, o resultados de dois jogos da Bolívia nas Eliminatórias da Sul Americanas para a Copa do Mundo de 2018 foram mudados. 

O jogo que os bolivianos ganharam de 2 a 0 do Peru e o empate contra o Chile foram declarados como 3 a 0 para os peruanos e chilenos, o que deixou a Bolívia apenas com quatro pontos e na penúltima colocação. Com a alteração do placar, o Chile passa de 14 pontos para 16, assumindo o quinto lugar na tabela, e o Peru está agora com o 11 pontos, permanecendo em oitavo lugar. Mas quem mais se prejudicou com a punição da Bolívia foi a Argentina, que estava em quinto na tabela e agora foi empurrada para sexta colocação pelo Chile. Nessa posição, nem vaga para repescagem os hermanos argentinos conseguiriam.

Natural do Paraguai, Nelson Cabrera jogou pela Bolívia nos dois confrontos pelos quais a seleção foi punida. Após denúncias das federações do Chile e do Peru, de que o jogador não reside há cinco anos na Bolívia, que é o período mínimo requisitado pela Fifa para aceitar a naturalização de um atleta para jogar em uma seleção, a Fifa puniu a seleção.

Situação da Argentina

Com as alterações na classificação, a pressão na argentina Argentina ao enfrentar o Brasil no dia 10 de novembro, no Mineirão, é ainda maior, uma vez que, caso termine as Eliminatórias nesta colocação, não existem mais esperanças para os argentinos participarem da Copa do Mundo da Rússia em 2018.

Notícias relacionadas

[Barcelona negocia a volta de Neymar]
Esportes

Barcelona negocia a volta de Neymar

Por Kamille Martinho no dia 17 de Junho de 2019 ⋅ 18:17 em Esportes

A ideia é que o time espanhol pague em torno de 100 milhões de euros ao PSG e ceda mais alguns jogadores