Brasil por Laura Lorenzo no dia 13 de Nov de 2017 • 19:35

Tragédia de Mariana: juiz retoma ação penal contra 21 pessoas

Tragédia de Mariana: juiz retoma ação penal contra 21 pessoas

Foto: Fred Loureiro/ Secom ES

Uma decisão proferida nesta segunda-feira (13) pelo juiz Jaques Queiroz Ferreira, da 1ª Vara Federal de Ponte Nova, determinou a retomada do trâmite da ação contra 21 pessoas, como funcionários da Vale, Samarco e BHP Billiton, acusados de homicídio envolvendo o rompimento da barragem de Fundão, que provocou 19 mortes, soterrando o distrito de Bento Rodrigues, na região de Mariana. As informações foram divulgadas pela Procuradoria da República em Minas Gerais.

Também respondem pelo processo as pessoas jurídicas das empresas, uma empresa de consultoria e seu sócio. Uma outra ação cobra da mineradora e de suas duas controladoras R$ 155 bilhões para reparação ambiental e socioeconômica de vítimas atingidas. A lama de rejeitos que vazou da barragem atingiu 40 cidades em Minas Gerais e Espírito Santo, além de contaminar a Bacia Hidrográfica do Rio Doce, na maior tragédia ambiental do país.

O processo por homicídio estava parado desde julho, quando a defesa de dois dos 21 réus argumentaram supostas irregularidades em provas recolhidas no processo, que decorreriam, de acordo com eles, de excesso do período de monitoramento telefônico e de violação à privacidade dos réus.



publicidade:


Notícias : Brasil