11 de Set de 2015 • 12:01

A força da natureza nos lagos do sul do Chile

Os lagos do sul do Chile fazem da região um cenário de sonhos.
As águas são de um azul brilhante , as florestas de um verde vivo, os picos andinos são imponentes e as fontes termais convidam para mergulhos prazerosos ao lado de vulcões ativos.
Estamos falando da Terra do Fogo, que tem ao norte Temuco e ao sul Puerto Montt, uma região ainda de cenário primitivo, cercada por cidades românticas onde os alemães se instalaram formando comunidades no século XIX.
Destas cidades partem algumas trilhas que cortam florestas e que chegam até os lagos.
Minha dica: caminhe com os pés descalços pela areia branca e fina das trilhas e no final permitase um mergulho nas águas quentes e ricas de sais minerais do lago. Você vai sentir um incrível
bem estar!
O lugar é absolutamente natural, quase intocado, potencializado pela visão das encostas vulcânicas que dão uma sensação de um lugar indomável.
Pelo caminho, cachoeiras escondidas, bosques e rios.
Cenário de livro de história infantil!
A depender de seu caminho, você vai encontrar spas de montanha ou o cume de vulcões, que são considerados sagrados para os nativos da região, os mapuches.
Para chegar, partem voos diários de Santiago, capital do Chile, para Temuco.
Muita gente explora as cidades e a beira dos lagos de bicicleta ou fazendo cavalgadas pelas florestas.
Melhor época para visitar a região é entre dezembro e fevereiro.
Média de gastos diários para duas pessoas é de U$350, com hospedagem, alimentação, passeios e aluguel de carro.